O que é sinistralidade?

A sinistralidade é a relação entre os custos de cada utilização do plano de saúde e o valor pago pela empresa contratante. Entenda o cálculo e quando essa taxa é aplicada!

Sinistralidade e plano de saúde

Uma empresa que oferece plano de saúde sabe que a taxa de sinistralidade é um dos maiores agravantes na hora de fechar o contrato. Anualmente, as provedoras realizam reajustes no valor do plano para se adequar as utilizações do ano anterior.

Calcular o valor do reajuste de sinistralidade

Assim, a sinistralidade é a relação entre o prêmio pago aos convênios (valor do contrato) e as despesas geradas por cada atendimento/procedimento realizado (sejam exames, cirurgias, consultas, internações e quaisquer outras ações que utilizem o plano de saúde).

Dessa forma, o reajuste por sinistralidade é aplicado pela operadora para compensar a utilização do plano quando o percentual de equilíbrio do contrato (break-even) é ultrapassado. Um exemplo é supor que serão realizados mil procedimentos ao ano, mas na realidade foram realizados mil e duzentos. Na certa, haverá um reajuste.

O problema da sinistralidade

Um dos maiores problemas encontrados por analistas e gestores de benefícios corporativos é encontrar clareza nas informações passadas pelas corretoras sobre os índices de sinistralidade. Muitas empresas não apresentam relatórios completos de utilização e tabelas de custos, ficando difícil para a empresa contratante contestar os valores aplicados nos reajustes anuais.

Outras taxas além da sinistralidade

Além da sinistralidade, diversas outras taxas podem ser aplicadas, como o índice de Variação de Custo Médico Hospitalar (VCHM) ou a troca de faixa de idade dos funcionários.

Como diminuir a sinistralidade?

A forma mais eficaz de diminuir a sinistralidade do plano de saúde é educar seus colaboradores na utilização correta do benefício. Caso seus funcionários acionem o plano ao menor sinal de dor de garganta, gripe ou dor estomacal, é certo de que os custos hospitalares serão altos, servindo como agravantes para os reajustes.

Uma forma eficaz e comprovada de educar a utilização do plano sem deixar de oferecer cuidados médicos próximos aos colaboradores é investir na Atenção Primária, prática da medicina que busca não só tratar problemas, mas sim acompanhar de forma individual e contínua cada pessoa, apresentando doenças ou não.

Assim, a necessidade de consultas com especialistas cada vez mais nichados (e, portanto, cada vez mais custosos), diminuem drasticamente.

logo Cuidas

Aqui na Cuidas, nossa Equipe de Saúde é composta por profissionais multidisciplinares da Atenção Primária que podem atuar em cerca de 90% dos problemas mais comuns relatados em consultórios.

Ainda, através do acompanhamento facilitado da saúde de seus colaboradores (basta enviar uma mensagem para nossos enfermeiros ou enfermeiras e agendar consultas presenciais ou online), fica ainda mais fácil analisarmos a evolução da saúde de cada membro de seu time.

Se interessou pela Atenção Primária e os benefícios que a Cuidas pode oferecer para sua empresa? Visite nosso site e conheça a Cuidas

Wesley Satu da Silva

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.